MUDANÇAS CLIMÁTICAS / IMPACTO À SAÚDE
Impacto à Saúde
O aquecimento global pode afetar sua saúde
Slider

 

 

UMA ERA DE EVENTOS EXTREMOS

As mudanças climáticas implicam em alterações ambientais severas. Os gases de efeito estufa emitidos não só aumentam a temperatura do planeta, mas nos fazem presenciar cada vez mais furacões, tornados, enchentes, secas, ondas de calor, entre outros eventos climáticos extremos.

________________

Espécies podem desaparecer, e doenças sazonais podem ser cada vez mais frequentes.

 

Efeito Estufa

 

Efeito Estufa

É um fenômeno natural que retém na atmosfera do Planeta parte do calor que recebemos do Sol. A luz solar penetra a atmosfera, aquece solos e águas e é reemitida pela superfície terrestre na forma de calor, mas os gases de efeito estufa bloqueiam o escape dessa radiação para o espaço, mantendo assim um nível de aquecimento necessário para a manutenção da vida.

 

Mudanças Climáticas

 

Mudanças Climáticas

São alterações ambientais severas da dinâmica do sistema climático global que ocasionam o aumento da temperatura média global do planeta Terra. São provocadas pelo aumento exagerado e rápido dos gases de efeito estufa, e acarretam mudanças na intensidade e frequência de chuvas, na evaporação, na temperatura dos oceanos, entre outros fenômenos.

 

 

 

Equívocos e mitos

________________

Há evidências científicas suficientes que demonstram a interferência humana nos sistemas climáticos do planeta. Além disso, a Rio-92 e a própria Convenção do Clima incluíram o princípio da precaução, que em linhas gerais afirma que a falta de evidências científicas não deve justificar a omissão dos seres humanos para agilizar a implementação de ações que podem vir a serem benéficas ao planeta no futuro.

Os gases de efeito estufa emitidos hoje perduram na atmosfera por um longo tempo, fazendo com que os efeitos de aumento de temperatura e alterações do sistema climático perdurem por várias décadas. Portanto, não podemos mais perder tempo.

Há países que emitiram mais e têm mais condições, desde já, de cortar o nível de suas emissões e isso deve ser feito imediatamente como estabelece a Convenção do Clima.

 

 

 

 

RISCO

Além das consequências diretas à saúde por eventos climáticos e meteorológicos extremos, as mudanças climáticas aumentam doenças transmitidas por vetores, doenças relacionadas ao saneamento ambiental e problemas de saúde decorrentes da seca ou inundações prolongadas, como a fome, a desnutrição e as doenças mentais.

________________

Dentre os grupos de doenças que podem ser afetados pelas mudanças climáticas e ambientais, chamadas de Doenças Sensíveis ao Clima (DSC) podemos destacar:

 

Doenças infecciosas transmitidas por vetores

Dengue, malária, Zika, Chikungunya, ?Leishmaniose visceral e cutânea.

Doenças respiratórias

Gripe, pneumonia, asma, sinusite, rinite, bronquite.

Doenças cardiovasculares

Infarto agudo do miocárdio; Angina do peito; Doenças nas válvulas cardíacas; Arritmias cardíacas; hipertensão

Doenças de veiculação hídrica

Amebíase, giardíase, gastroenterite, febre tifoide e paratifoide, hepatite infecciosa (hepatite A e E, leptospirose, diarréias, esquistossomose), cólera.

Problemas de saúde decorrentes da seca ou inundações prolongadas

Fome, desnutrição.

Doenças mentais

Suicídio, transtornos de ansiedade.

 

 

 

 

No Brasil:

de 2008 a junho/2017, foram registradas

24.749.107

internações por doenças respiratórias, sendo que 39%

9.491.711

estão associadas a seca e estiagem.

fonte: SIH/SAS-MS

de 2008 a 2016, foram registrados

1.176.663

óbitos por doenças respiratórias, sendo que 52%

612.017

estão associados a seca e estiagem.

fonte: SIM/SVS/MS

 

 

Quer saber mais?