SUBSTÂNCIAS QUÍMICAS / MERCÚRIO
Mercúrio
Slider

 

 

UMA SUBSTÂNCIA QUÍMICA EM BANIMENTO NO BRASIL

O mercúrio é um elemento químico da classe dos metais pesados. As emissões dessa substância para o meio ambiente podem ser naturais, por transformações da crosta terrestre, atividades vulcânicas e evaporação de corpos d’água, ou por seres humanos, na extração do mercúrio para atividades econômicas.

________________

As emissões de mercúrio pelo ser humano provocam desequilíbrios ambientais, especialmente quando a disposição dos seus resíduos é inadequada.

 

 

Principais aplicações e fontes de mercúrio
Slider

 

Eletroeletrônica

Lâmpadas fluorescentes e de vapor de mercúrio, pilhas, baterias e componentes elétricos.

Metrologia

Barômetros, higrômetros, termômetros e manômetros.

Medicina

Esfigmomanômetros, termômetros, amálgamas dentárias e conservantes de vacinas (timerosal).

Agricultura

Agrotóxicos.

O Brasil não possui registro de agrotóxicos a base de mercúrio.

Indústrias

Petroquímica, Cloro-Soda, Bélica, Papeleira e Farmacêutica

Outras atividades

Extração de primária de mercúrio, Mineração de ouro e Geração de Energia (queima de combustíveis fósseis).

 

 

O Brasil não possui fontes naturais de mercúrio.

O cinábrio vermelho, minério mais utilizado para extração comercial dessa substância, só é encontrado em locais de atividade vulcânica recente. Todo o mercúrio utilizado no país é importado e sua comercialização é controlada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, IBAMA.

 

 

 

 

 

RISCO

O Mercúrio é uma substância que produz diversos efeitos negativos à saúde, entre eles os neurológicos graves e também malefícios às grávidas, bebês e crianças.

 

O caminho do mercúrio do meio ambiente ao corpo humano:
  • Uma área é contaminada com resíduos de mercúrio.
  • Micro-organismos presentes nas áreas contaminadas convertem os resíduos de mercúrio inorgânico em metilmercúrio, que é capaz de se acumular ao longo das cadeias alimentares
  • Animais que vivem na área se contaminam com o metilmercúrio.
  • Seres humanos se alimentam com animais contaminados, acumulando altos teores de metilmercúrio em seu organismo, podendo vir a desenvolver problemas de saúde.

Estudos realizados nos rios Tapajós, Negro e Madeira, na região amazônica, encontraram elevados teores de mercúrio nas populações ribeirinhas, cuja dieta é à base de peixes. Embora alguns indivíduos expostos tenham desenvolvido alguns sinais ou sintomas de intoxicação por mercúrio, ainda não foram caracterizados quadros da Doença de Minamata no Brasil.

 

 

Casos históricos de intoxicação por mercúrio
Slider

 

Minamata

(1950-1960)

 

Minamata (1950-1960)

 

O episódio mais conhecido sobre os efeitos deletérios da exposição ao mercúrio ocorreu na Baía de Minamata, no Japão, onde uma empresa despejou toneladas de resíduos. Em virtude disso, dezenas de pessoas que se alimentaram com peixes contaminados da Baía morreram e outras centenas adquiriram deficiências físicas permanentes.

 

Iraque

década de 1970

 

Iraque (década de 1970)

 

Esse episódio ocorreu devido à ingestão acidental de sementes de trigo para o plantio que haviam sido tratadas com antifúngico à base de mercúrio. Como consequência, foram registrados cerca de 7.000 casos de envenenamento por mercúrio e mais de 450 mortes.

 

_

 

Desde 2001, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (ONU Meio Ambiente) se mobilizou para reunir informações sobre o mercúrio, culminando com a entrada em vigor da Convenção de Minamata, em maio de 2017.

Quer saber mais?